O que é Iniciação Científica - IC

Programa Institucional de Iniciação Científica e Tecnológica

A iniciação científica e tecnológica é um instrumento que permite introduzir os estudantes de graduação na pesquisa, despertando talentos para a ciência. É uma ferramenta de apoio teórico e metodológico à formação de uma nova mentalidade no aluno. O Programa Institucional de Iniciação Científica e Tecnológica visa despertar essa vocação mediante a participação em atividades de pesquisa, propiciando o fortalecimento e a consolidação das linhas de pesquisa da instituição. Este programa busca, também, acentuar a excelência na qualidade do ensino, por meio da integração entre professores pesquisadores e alunos. O estudante pode desenvolver pesquisa no âmbito da Iniciação Científica (IC) ou Iniciação Tecnológica (IT) com bolsas oferecidas pela própria Instituição ou pelas agências tradicionais de fomento à pesquisa. No entanto, pode também fazer sua pesquisa sem que lhe seja atribuída bolsa e/ou auxílio - aluno voluntário.

Apresentamos o Programa Institucional de Iniciação Científica e Tecnológica do UDF. O Programa tem os seguintes objetivos:

  • Desenvolver, entre nossos estudantes de graduação, o pensamento científico e o interesse pela pesquisa, potencializando uma carreira docente e/ou uma formação profissional cidadã e participativa.
  • Contribuir para a formação e engajamento de recursos humanos em atividades de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação.
  • Contribuir para a formação de recursos humanos que se dedicarão ao fortalecimento da capacidade inovadora das empresas no País.

O Programa Institucional de Iniciação Científica e Tecnológica do UDF possui duas modalidades:

Pesquisas com Bolsa

PIBIC -Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica

PIBITI -Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Tecnológica e Inovação

Pesquisas sem Bolsa

PROVIC - Programa Voluntariado em Iniciação Científica

PROVITI - Programa Voluntariado em Iniciação Tecnológica e Inovação

Quais são os objetivos da Iniciação Científica e Tecnológica ?

Em relação aos orientadores:

Estimular pesquisadores produtivos a engajarem estudantes de graduação no processo acadêmico, otimizando a capacidade de orientação à pesquisa da instituição;

Estimular o aumento da produção científica;

Estimular o envolvimento de novos pesquisadores na atividade de formação.

Em relação aos alunos bolsistas:

Despertar vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes, mediante sua participação em projetos de pesquisa, introduzindo o jovem no domínio do método científico;

Proporcionar ao bolsista, orientado por pesquisador qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos, bem como estimular o desenvolvimento do pensar cientificamente e da criatividade decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas de pesquisa;

Proporcionar ao bolsista, orientado por pesquisador qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa tecnológica, bem como estimular o desenvolvimento do pensar tecnológico e da criatividade, decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas de pesquisa;

Despertar no bolsista uma nova mentalidade em relação à pesquisa.

Grupos de Pesquisa

Clique para conhecer os grupos de pesquisa do UDF

Para definição do Programa Institucional de Pesquisa e Iniciação Científica, o UDF orienta-se pela concepção de projetos, linhas e grupos de pesquisa como estabelecido pelo CNPq, no diretório dos GPara definição do Programa Institucional de Pesquisa e Iniciação Científica, o UDF orienta-se pela concepção de projetos, linhas e grupos de pesquisa como estabelecido pelo CNPq, no diretório dos Grupos de pesquisa no Brasil:

Consistem na investigação, com início e final definidos, fundamentada em objetivos específicos, visando à obtenção de resultados de causa e efeito ou colocação de fato novo em evidência.
Representam temas aglutinadores de estudos científicos e/ou tecnológicos, que se fundamentam em tradição investigativa, das quais se originam projetos cujos resultados guardam relação entre si. Sua definição deve levar em conta resultados de pesquisa de docentes e de alunos de iniciação científica desenvolvidas, inicialmente, em projetos isolados.
São caracterizados pela liderança de um ou, excepcionalmente, dois pesquisadores seniores, podendo contar com outros pesquisadores, alunos e pessoal de apoio técnico. Um grupo compartilha linhas de pesquisa, equipamentos, instalações e demais recursos, e deve ter pelo menos uma produção científica e tecnológica.

Desenvolvemos pesquisa em algumas áreas do Conhecimento, o que é possibilitado pelo nosso quadro permanente de pesquisadores. O UDF por sua vez, também apresenta as condições necessárias para a implantação, gerenciamento, acompanhamento e avaliação de seu Programa, tanto em material humano como físico.

Fomentamos pesquisas em três (3) grandes linhas (linhas guarda-chuvas):

Saúde Pública

Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e Aplicações: Inovação, Gestão e Educação

Violência, Direitos Sociais e Humanos

Dessas três (3) grandes linhas decorrem, nos últimos anos, várias pesquisas, com produção científica, publicações e apresentação de trabalhos – de alunos bolsistas e docentes pesquisadores – em eventos científicos, nacionais e internacionais, tudo isso com apoio financeiro e fomento do UDF.

Programa de Apoio à Pesquisa

O UDF prima por uma filosofia de ensino aliado à produção de conhecimentos, ao fazer científico. Em acordo com essa perspectiva, investe em programas institucionais que visam ao desenvolvimento da pesquisa docente e discente. Os frutos desse trabalho podem ser observados pela institucionalização de Programas de Apoio à Pesquisa:

O Programa conta com fomento Institucional para bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/UDF) e de Iniciação Tecnológica (PIBITI/UDF) a alunos e fomento para o trabalho de orientação de projetos de IC e IT a professores pesquisadores, doutores e mestres do UDF.

O Programa conta com fomento para auxílio à participação em eventos, para apresentação de trabalhos de pesquisa, de natureza científico-tecnológica como Congressos, Seminários, Oficinas, Feiras, Exposições, dentre outros, de abrangência nacional e internacional.

O Programa prevê auxílio para:

- docentes, orientadores de trabalhos vinculados ao PIBIC/UDF e pesquisadores na sua área de atuação no UDF;

- discentes, vinculados ao PIBIC/UDF.

feature img
feature img

Comitê Científico

Para manter a transparência e a qualidade dos projetos o UDF mantém dois comitês científicos formados, em sua maioria, por pesquisadores doutores, clique no nome para acessar o currículo Lattes:

Comitê de Ética do UDF

O Comitê de Ética em Pesquisa - (CEP) do UDF, instituído com fundamento na Resolução nº 196, de 10 de outubro de 1996, do Conselho Nacional de Saúde, define as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. É composto por um colegiado interdisciplinar, multidisciplinar e independente, de caráter consultivo, educativo e deliberativo. O CEP/UDF visa a assegurar o respeito às pessoas participantes de pesquisas, em sua integridade e dignidade e para garantir a qualidade científica dos projetos, dentro de normas e padrões éticos, sendo responsável pela avaliação e pelo acompanhamento dos aspectos éticos de todas as pesquisas envolvendo seres humanos no âmbito desta Instituição. Como objetivos, destacamos: viabilizar o registro das pesquisas envolvendo seres humanos, resguardando para que sejam submetidas à apreciação ética; integrar as pesquisas do UDF com o sistema de avaliações éticas das pesquisas nacionais (CONEP); fornecer informações para o desenvolvimento das políticas públicas na área de cada pesquisa.

feature img

Contato

Maiores Informações:

Prof. Dr. Bernardo Petriz de Assis
Coordenador de Pesquisa e Pós-graduação

Tânia Batista e Valdeires Almeida
Secretárias da Coordenação de Pesquisa e Pós-graduação

(61) 3704-8892

pesquisa@udf.edu.br